Blog

  • Rodrigo Araújo

O que são os Remédios Digitais?

Os remédios digitais são compostos por informações binárias (bits) contendo a patologia do paciente, características físicas, parâmetros de energia, tempo de aplicação, etc. Que por fim geram as fotoformulações de cada dose para um tratamento específico.

Para esta inovação, apenas o remédio em si é digital; os passos iniciais de ida ao consultório, busca por auxílio médico e até mesmo a prescrição se mantêm da maneira tradicional da prescrição de um remédio físico (em cápsula, por exemplo). Um ponto inovador está em como este remédio é gerado e em como chega ao paciente.

Considerando características únicas do paciente como peso, altura, tom de pele, nível de gravidade da doença ou dor, local e tipo de dor, o médico cria uma ficha digital com estas caracterísiticas, que será utilizada como base de dados para a fotoformulação do remédio digital. Após processada, e calculada cada dose, o remédio conterá informações sobre o tempo de aplicação, energia e área de emissão de luz, atualmente luz infravermelha para o tratamento de dores crônicas. Cada dose é atualizada em tempo real seguindo o estado apontado pelo paciente (feedback), orientado pela Escala Visual Analógica de Dor.

Cada parâmetro é cuidadosamente processado e calculado, de modo que a penetração de luz seja efetiva para cada paciente, sem efeitos colaterais e com alta eficácia.


131 visualizações

bright photomedicine ® 2020